Lucro decepciona e Microsoft demite até 5 mil

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009 13:54 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Microsoft divulgou nesta quinta-feira resultados trimestrais que ficaram aquém da expectativa de Wall Street. A companhia de software também anunciou que poderá cortar até 5 mil postos de trabalho e informou que não poder dar estimativa de ganhos para todo o resto do ano fiscal.

Os cortes, entretanto, não devem afetar a operação brasileira, segundo informações da assessoria de imprensa local. "A Microsoft Brasil esclarece que o anúncio de redução de quadros feito hoje pela Microsoft Corporation não afetou a operação da empresa no Brasil", diz a empresa em comunicado.

A subsidiária informou em novembro ter ampliado seu quadro de pessoal em cerca de 30 por cento nos últimos dois anos no país, ampliando seus escritórios de 8 para 14 e o total de funcionários para 550.

A Microsoft registrou um lucro líquido de 4,17 bilhões de dólares, ou 0,47 dólar por ação, naquele que é o seu segundo trimestre fiscal, encerrado em 31 de dezembro. No mesmo período um ano antes o ganho foi de 4,71 bilhões de dólares, ou 0,50 dólar por ação.

Analistas consultados pela Reuters Estimates esperavam um lucro de 0,49 dólar por ação.

A receita da companhia de software cresceu 2 por cento na comparação com igual período do ano anterior, para 16,63 bilhões de dólares, abaixo também da expectativa dos analistas, que era uma receita de 17,1 bilhões de dólares.

Para cortar custos, a Microsoft informou que vai eliminar até 5 mil empregos nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, marketing, vendas, setor financeiro, jurídico, de recursos humanos e de tecnologia da informação nos próximos 18 meses.