Presidentes da RIM podem enfrentar multa de até US$80 milhões

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009 14:54 BRST
 

TORONTO (Reuters) - Órgãos reguladores canadenses avaliam aplicar uma multa recorde de até 100 milhões de dólares canadenses (80 milhões de dólares) para os dois principais executivos da Research in Motion (RIM) por seus papéis em uma controversa contabilização de programa de opções de ações em 1996, segundo o jornal Globe and Mail.

O colegiado da Ontario Securities Commission (OSC) está em discussões avançadas com os advogados que representam os dois presidentes-executivos da RIM, Jim Balsillie e Mike Lazaridis, publicou o jornal nesta quinta-feira, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

Em sua casa, Balsillie preferiu não comentar o que ele descreveu como rumores, segundo o jornal. Nem Lazaridis, nem seu advogado puderam ser encontrados. Um porta-voz da OSC disse: "Não podemos comentar sobre casos em julgamento."

A investigação da OSC iniciou em 2006. O órgão regulador começou a negociar um potencial acordo em setembro último, de acordo com a publicação.

Em março de 2007, a RIM anunciou que uma auditoria interna detectou uma conduta irregular não intencional pelos diretores e outros empregados responsáveis por administrar as garantias de opções de ações.

Balsillie, entretanto, renunciou ao cargo de presidente do conselho, ao mesmo tempo em que a empresa revelava a correção na contabilização de ganhos de 250 milhões de dólares relacionadas aos erros no programa de opções de ações.