Satyam avalia alternativas para levantar recursos

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009 17:55 BRST
 

HYDERABAD (Reuters) - A indiana Satyam Computer Services vai avaliar nesta semana uma lista com três candidatos para o cargo do presidente-executivo e buscar alternativas de financiamento nas próximas semanas para a companhia que protagonizou a maior fraude contábil da Índia.

Uma reunião na terça-feira entre o novo conselho de administração, nomeado pelo governo em meio ao escândalo que atingiu a companhia, também deve discutir um possível aumento da participação do maior grupo de engenharia e construção da Índia, o Larsen & Toubro, no capital da empresa. Ele pode triplicar sua atual participação para 12 por cento do capital.

A empresa exportadora de serviços de tecnologia também luta para manter os clientes globais, que incluem empresas como General Electric e Nestlé.

O jornal indiano Economic Times informou nesta segunda-feira que a Caterpillar, uma das maiores empresas de equipamentos de construção e um dos clientes mais antigos da Satyam, levantou a possibilidade de encerrar seu contrato de terceirização com a empresa, diante da preocupação com a estabilidade econômica e a fuga de talentos.

"A Caterpillar se aproximou da Satyam com uma notificação que busca o fim do contrato", disse o jornal, citando um funcionário da Satyam familiarizado com as negociações.

Um porta-voz da Satyam confirmou que a Caterpillar é sua cliente, mas preferiu não dar mais detalhes do atual momento do contrato.

A empresa tenta sobreviver desde 7 de janeiro, quando seu fundador Ramalinga Raju renunciou ao cargo de presidente do conselho, revelando que os lucros da companhia foram inflados por anos e que os declarados 1 bilhão de dólares em caixa na verdade não existiam.

O executivo está neste momento sob custódia da polícia em Hyderabad.

(Reportagem de Devidutta Tripathy)