Toshiba vai cortar custos em US$3,3 bi após prejuízo recorde

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009 09:55 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Toshiba planeja cortar custos em 3,3 bilhões de dólares no próximo ano fiscal por meio de redução de investimentos e eliminação de 4.500 vagas temporárias.

A companhia, segunda maior fabricante mundial de chips de memória NAND, e a líder da indústria Samsung Electronics estão vivendo uma crise de quase dois anos no setor causada por excesso crônico de oferta e demanda fraca por câmeras digitais e outros aparelhos eletrônicos.

A Toshiba informou que vai cortar pela metade investimento no ano que começa em 1o de abril por meio do adiamento da construção de duas fábricas de chips de memória flash. Dos 4.500 empregados temporários a serem eliminados, 500 funcionários serão recontratados nas áreas relacionadas a usinas de energia e elevadores do grupo.

A empresa teve prejuízo operacional de 158,8 bilhões de ienes no trimestre de outubro a dezembro contra lucro um ano antes de 42,1 bilhões de ienes. O prejuízo líquido somou 121,1 bilhões de ienes sobre faturamento de 1,49 trilhão.

A companhia alertou para prejuízo operacional de 280 bilhões de ienes no ano que se encerra em 31 de março ante estimativa anterior de lucro de 150 bilhões de ienes. Se confirmado, será o pior prejuízo já sofrido pela empresa e a primeira perda operacional em sete anos.

(Por Sachi Izumi)

 
<p>Presidente da Toshiba, Atsutoshi Nishida, participa de entrevista coletiva em T&oacute;quio. A companhia anunciou plano de reestrutura&ccedil;&atilde;o ap&oacute;s sofrer preju&iacute;zo trimestral.</p>