Inglaterra revela plano para banda larga universal

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009 13:53 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A Inglaterra planeja fornecer acesso rápido e universal à Internet na tentativa de fazer o país mais competitivo e ajudar a tirá-lo da recessão.

Relatório do ministro das Comunicações, Lord Carter, afirma que a Inglaterra vai trabalhar para fornecer acesso à Internet a todo o país a uma velocidade de cerca de 2 megabits por segundo. A tecnologia será fornecida por meio de uma combinação de conexões fixas e sem fio até 2012.

Carter também pretende lançar uma legislação para forçar provedores de Internet a reduzirem a pirataria na Web. Nos planos também está promoção de conteúdo e direitos autorais no Reino Unido e apoiar emissoras de televisão a se adaptarem aos novos tempos.

"Não há um setor, com uma possível exceção sendo o de energia, que o restante da economia não dependa mais que este", disse Carter a jornalistas.

Atualmente, cerca de 60 por cento do país tem banda larga mas nem sempre na velocidade de 2 megabits por segundo.

"Nossas redes digitais serão a espinha dorsal de nossa economia nas próximas décadas", disse o premiê britânico, Gordon Brown. "Elas são essenciais para nossa prosperidade futura no século 21 quanto estradas, pontes, trens e eletricidade foi no século 20", acrescentou.

(Por Kate Holton e Georgina Prodhan)