Presidente da Telecom Italia se reúne com direção da TIM Brasil

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009 19:57 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente-executivo do grupo Telecom Italia, Franco Bernabe, esteve no Rio de Janeiro (RJ) nesta sexta-feira para encontro com a direção da TIM, terceira maior operadora de celular do Brasil, sobre a qual a Telecom Italia mantém controle majoritário.

A visita do presidente-executivo não foi divulgada com antecedência à imprensa brasileira, mas foi registrada pela agência italiana de notícias Ansa e, em seguida, confirmada pela assessoria de imprensa da operadora.

Bernabe esteve nesta semana na Argentina, para encontro com a presidente do país, Cristina Kirchner. A Telecom Italia controla a maior operadora de celular daquele país, a Telecom Argentina, e enfrenta uma decisão do governo que a proíbe de assumir 100 por cento do capital da empresa através da possível compra das ações de uma família de investidores locais.

No Brasil, a operadora está sob nova administração, depois da aprovação do conselho, em 19 de janeiro, ao nome do italiano Luca Luciani para presidir a empresa localmente, em substituição ao brasileiro Mario Cesar Pereira de Araujo. Outras mudanças na diretoria já haviam sido feitas.

Além disso, na semana passada, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que o consórcio Telco, que detém 24,5 por cento da Telecom Italia, faça uma oferta pública pelas ações ordinárias da TIM no Brasil, processo que poderá custar algo como 1 bilhão de dólares, segundo projeção de analistas.

A Telco informou na quinta-feira que iria entrar com recurso da decisão, mas, até o momento, a CVM só recebeu um pedido de prorrogação do prazo para que ela entre com tal recurso, já que a data limite seria na próxima quarta-feira.

Bernabe declarou à agência Ansa que "a TIM Brasil é um pilar fundamental do nosso grupo, cujo caráter estratégico reafirmamos mais de uma vez". Por isso, afirmou, "é absolutamente normal que eu tenha vindo para encontrar a nova direção da empresa, compartilhar as estratégias e desejar-lhes bom trabalho".

(Reportagem de Taís Fuoco)