Hitachi espera pior prejuízo já sofrido por fabricante no Japão

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 09:29 BRST
 

Por Sachi Izumi

TÓQUIO (Reuters) - A Hitachi, maior fabricante de eletrônicos do Japão, divulgou nesta terça-feira prejuízo trimestral, pressionada por operações com chips e queda na demanda, e reafirmou previsão de perda anual de 7,8 bilhões de dólares, a maior já sofrida por um fabricante japonês.

A recessão global está atingindo a maior parte das operações da Hitachi. A queda nas vendas de veículos está minando as vendas de autopeças da empresa e a divisão de TVs com telas planas está sendo atingida por quedas acentuadas nos preços dos produtos e competição ferrenha.

Outra grande dor de cabeça é a afiliada de semicondutores Renesas Technology, da qual a Hitachi tem 55 por cento e foi impactada por baixa demanda por chips usados em carros, TVs, câmeras e discos rígidos.

"É difícil prever o futuro nesses dias e a única coisa que podemos fazer em momentos como estes é reduzir custos fixos e tentar gerar fluxo de caixa", disse o vice-presidente sênior da empresa Toyoaki Nakamura.

A Hitachi sofreu prejuízo de 371 bilhões de ienes (4,13 bilhões de dólares) no trimestre encerrado em dezembro ante um lucro de 12,5 bilhões de ienes um ano antes. O resultado foi impactado também por um iene mais forte.

A companhia gerou 42 por cento de sua receita no exterior no trimestre passado. As vendas caíram 16 por cento, para 2,3 trilhões de ienes.

A Hitachi, cujos produtos vão de panelas para se cozinhar arroz a reatores nucleares, repetiu sua expectativa de prejuízo líquido de 700 bilhões de ienes para o ano que se encerra em março.

A empresa, porém, espera lucro operacional de 40 bilhões de ienes.

As ações da companhia chegaram a despencar 17 por cento, mas se recuperam mais tarde, encerrando em alta de 6,15 por cento.