Motorola vê 1o trimestre fraco e aposta em celular mais caro

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 14:46 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Motorola previu nesta terça-feira um prejuízo maior que o esperado para o primeiro trimestre, suspendeu dividendo trimestral e informou que está buscando um novo vice-presidente financeiro. As ações da companhia despencavam mais de 10 por cento após os anúncios.

A fabricante de celulares caiu no trimestre passado da quarta para a quinta posição entre as maiores empresas do segmento no mundo, e informou que espera que a divisão de aparelhos móveis tenha outro prejuízo em 2009. A companhia evitou prever quando vai conseguir equilibrar as contas.

Analistas comentaram que a combinação de previsão de performance fraca, corte de dividendos, saída do diretor financeiro e falta de uma cronograma para uma recuperação está enervando os investidores.

A Motorola, que também fabrica decodificadores de televisão e equipamentos de rede, previu prejuízo por ação de 0,10 a 0,12 dólar por ação, acima da previsão média de analistas consultados pela Reuters Estimates, de perda de 0,05 dólar.

A companhia divulgou que o executivo Edward Fitzpatrick foi nomeado vice-presidente financeiro interino, em substituição a Paul Liska. Nenhuma razão foi dada para a saída de Liska.

A empresa registrou um prejuízo líquido de 3,6 bilhões de dólares, ou 1,57 dólar por ação, no trimestre passado em comparação com um lucro de 100 milhões de dólares, ou 0,04 dólar por ação, um ano antes.

O faturamento caiu para 7,1 bilhões de dólares ante 9,65 bilhões de dólares um ano antes.

APOSTA EM CELULARES MAIS CAROS

A Motorola anunciou ainda que vai se focar em celulares de faixa intermediária a elevada de preços, depois de perder mercado por dois anos por causa da falta de um produto popular para competir com os produzidos por Nokia, Samsung Electronics, LG e Sony Ericsson.   Continuação...