Fitch vê operadoras latinas de telefonia como bem posicionadas

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009 15:03 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Fitch considera que a maior parte das operadoras latino-americanas de telecomunicações está bem posicionada para manter suas notas de crédito. Em relatório divulgado nesta quarta-feira, a agência cita forte geração de caixa, baixo a médio endividamento e perfis de vencimentos de débitos favoráveis.

O cenário visto pela agência, entretanto, é de aumento da competição na região, diante da introdução da portabilidade numérica no Brasil e no México. O recurso permite que um usuário troque de operadora, mas mantenha seu número.

"O setor será uma das apostas defensivas na América Latina em 2009", disse em comunicado, Sergio Rodriguez, diretor da Fitch. "A demanda e preços para serviços de telecomunicações tendem a ser mais inelásticos e devem continuar estáveis apesar da situação econômica cada vez mais difícil para a região", acrescentou.

Segundo o relatório, a maior parte das companhias de telecomunicações latino-americanas, com exceção das empresas na Argentina, tem baixa exposição a moeda estrangeira.

Operações com linhas fixas devem continuar apresentando receitas estáveis ou em declínio que devem ser compensadas com o aumento da penetração da banda larga e serviços de televisão.