Vodafone e Hutchison unirão operações na Austrália

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009 12:13 BRST
 

SIDNEI (Reuters) - As operadoras mundiais de telefonia Vodafone e Hutchison Whampoa vão fundir suas operações na Austrália de maneira a criar uma empresa capaz de enfrentar as operadoras dominantes, anunciaram as companhias nesta segunda-feira.

A fusão cria uma empresa com seis milhões de assinantes e uma receita anual combinada de 4 bilhões de dólares australianos (2,7 bilhões de dólares), o que a deixa próxima em escala das duas operadoras dominantes de telefonia móvel na Austrália, a Telstra e a Optus, controlada pela Singapore Telecommunications.

A joint venture operará sob a marca Vodafone e seu objetivo será oferecer serviços de telefonia móvel a 95 por cento da população australiana.

"Essa transação vai beneficiar os consumidores da Austrália, ao criar uma empresa com a escala necessária para competir vigorosamente no mercado de telefonia móvel", disse Vittorio Colao, presidente-executivo da Vodafone.

A Telstra tem receitas anuais de 5,5 bilhões de dólares australianos com a telefonia móvel, enquanto as da Optus são da ordem dos 4 bilhões de dólares.

O acordo envolve um pagamento posterior de 500 milhões de dólares australianos à Vodafone para compensar a diferença de valor entre as duas empresas.

A Vodafone tem 4,2 milhões de assinantes e seu lucro anterior a juros, impostos depreciação e amortização (EBITDA, da sigla em inglês) no ano fiscal encerrado em 30 de março de 2008 foi de 499 milhões de dólares australianos. A Hutchison teve EBITDA de 173 milhões de dólares australianos no ano fiscal encerrado em 30 de junho de 2008.

As unidades envolvidas na fusão são a Vodafone Australia e a Hutchison 3G Australia, subsidiária da Hutchison Telecommunications.

(Reportagem de Adrian Bathgate)