Quênia, Turquia e Japão lideram pagamentos por celular

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 16:57 BRST
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - O setor de pagamentos por celular está crescendo no Quênia, Turquia e Japão, enquanto em outros países seu avanço vem sendo prejudicado por desacordos quanto à divisão da receita.

No Quênia e na Turquia, milhões de pessoas usam celulares para enviar dinheiro ou para acesso às suas contas bancárias. No Japão, mais de 50 milhões de pessoas, ou cerca de metade dos usuários de celular, já usam aparelhos capazes de realizar pagamentos.

A tecnologia de pagamento com celulares acenados diante de leitores eletrônicos, em lojas ou sistemas de transporte coletivo, está pronta e as reações iniciais são positivas, diz Mary Carol, vice-presidente dos sistemas de pagamentos com celulares do Visa Europe.

"Testes demonstram que a maioria esmagadora de usuários gosta do sistema", diz Carol. "O principal problema vem sendo o modelo de negócios".

Também será preciso prazo pelo menos até 2010 antes que os celulares equipados com essa tecnologia estejam amplamente disponíveis, e o setor financeiro e as operadoras de telecomunicações precisam concordar quanto à divisão de receitas e funções, dizem executivos do setor.

A aproximação entre os dois setores será um dos temas principais do World Mobile Congress, evento setorial que acontece na semana que vem em Barcelona, Espanha.

"Ambos --o setor financeiro e o de telecomunicações-- querem controlar o relacionamento com o cliente; essa é uma das questões mais controversas", disse Juha Murtopuro, presidente-executivo da Valimo Wireless, uma empresa que fornece tecnologias de identificação para uso em celulares.

Murtopuro e outros importantes protagonistas do setor dizem esperar que um compromisso venha a ser firmado, com soluções que variam de mercado a mercado.   Continuação...