Nokia e Qualcomm fazem aliança após anos nos tribunais

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 10:19 BRT
 

BARCELONA (Reuters) - A Nokia vai usar chips da Qualcomm em seus modelos avançados de celulares, anunciaram as companhias nesta terça-feira, restabelecendo laços após vários litígios abertos uma contra a outra.

A cooperação dá à Qualcomm acesso a uma importante participação do mercado de celulares inteligentes, enquanto permite à Nokia reduzir mais os custos de produção.

"No fim do dia, a Qualcomm precisa da Nokia tanto quanto a Nokia precisa da Qualcomm", afirmou a analista Carolina Milanesi, da empresa de pesquisa Gartner.

O acordo marca a primeira vez que a Nokia usará chipsets da Qualcomm em seus celulares de terceira geração (3G) e deixa as empresas mais próximas após anos de duras disputas sobre direitos de propriedade intelectual e pagamentos de royalties.

"Estamos muito animados com essa oportunidade", disse Andrew Gilbert, diretor dos negócios europeus da Qualcomm, em entrevista à Reuters.

Os primeiros fornecedores de chipsets 3G da Nokia vinham sendo a Texas Instruments e STMicro, que separou a operação de semicondutores para comunicações móveis criando uma joint-venture com a Ericsson.

Nokia e Qualcomm acertaram em julho um acordo de 15 anos que incluiu um pesado pagamento de 1,7 bilhão de euros da Nokia, encerrando uma batalha legal de três anos em que as empresas abriram uma série de processos uma contra a outra em três continentes.

A fabricante finlandesa informou que vai lançar o primeiro modelo de celular com chip da Qualcomm em meados do próximo ano.

(Por Tarmo Virki em Barcelona e Eva Lamppu em Helsinque)