Parceria com Telefónica é fundamental à Vivo, diz Portugal Tel

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:03 BRT
 

LISBOA (Reuters) - A parceria entre a Portugal Telecom e a espanhola Telefónica é fundamental para a Vivo manter sua posição de liderança no mercado de telefonia celular do Brasil, disse Zeinal Bava, presidente-executivo da operadora portuguesa.

Os analistas têm ponderado que, se o consórcio Telco --que controla a Telecom Italia e tem a Telefónica entre os sócios-- lançar uma oferta pública sobre as ações da TIM Participações, a espanhola Telefónica poderá ser obrigada a escolher entre a TIM e a Vivo, o que abre espaço para cenários de fusões e aquisições no Brasil.

Questionado sobre eventuais alterações societárias na Vivo, Zeinal Bava, entretanto, frisou: "não vou responder a essa pergunta".

"A nossa relação com a Telefónica é um pilar fundamental para que a Vivo consiga reforçar sua posição no mercado brasileiro. Nós e a Telefónica temos trabalhado bem com a diretoria da Vivo", disse ele, na apresentação dos resultados da Portugal Telecom.

Apesar de no passado as duas operadoras ibéricas terem se desentendido publicamente quanto ao futuro da parceria, mais recentemente elas têm estreitado relações para garantir a retomada da Vivo.

"Essa boa relação nossa com a Telefónica é uma das condições importantíssimas para manter este forte e bom desempenho (da Vivo) no futuro", afirmou o executivo.

O órgão regulador do mercado brasileiro de capitais (CVM) determinou que a holding Telco lance uma oferta pública pelos papéis da TIM Participações porque entende que a compra da Telecom Italia pela Telco na prática alterou o controle da

TIM.

A empresa pediu mais prazo para entrar com recurso e a CVM estabeleceu a data limite em 9 de março. A Telefónica controla 42,3 por cento da Telco e divide o controle da Vivo com a Portugal Telecom.

(Por Elisabete Tavares)