Recursos do iPhone surgem nos novos aparelhos dos rivais

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 10:16 BRT
 

Por Eric Auchard

BARCELONA (Reuters) - Copiar algumas das estratégias que a Apple adota para seu iPhone, que leva aos celulares muitas das vantagens da Internet, não é a forma correta de derrotar a intrusa vinda do setor de computação em sua arena.

Mas é exatamente o que muitos dos maiores fabricantes mundiais de celulares estão tentando fazer com novos telefones e serviços que imitam recursos essenciais do iPhone.

No Mobile World Congress, o maior evento anual do setor de comunicação sem fio, em Barcelona, a Apple está em toda parte e em lugar algum. A empresa não participa desse tipo de evento e prefere lançar produtos em ocasiões que ela mesma promove.

O setor de celulares produzirá mais de um bilhão de aparelhos este ano, mas está sofrendo uma crise de confiança causada por uma mudança radical nos modelos de negócios, cujos efeitos foram amplificados pela desaceleração na economia mundial.

"Imaginação custa caro em um ano como este", diz Richard Windsor, analista de tecnologia da Nomura Securities, em Londres, que toma parte na conferência.

Os gigantes do setor de celulares --Nokia, Samsung Electronics, LG Electronics, Sony Ericsson e HTC-- decidiram ser humildes e copiar uma empresa cujos aparelhos respondem por apenas um por cento do total mundial de vendas de celulares.

Um ano atrás, os fabricantes de celulares e suas equipes de design, que costumam trabalhar rapidamente, apresentaram os primeiros aparelhos copiados do iPhone. Este ano, estão indo além e tentando duplicar o software de interface com o usuário do produto da Apple.

Um executivo de uma grande operadora europeia de telecomunicações se queixa, em particular, de que "todo mundo está tentando correr atrás do iPhone e levando ao mercado coisas que não estão prontas para lançamento".   Continuação...