Crescimento dos celulares ajuda países mais pobres, diz ONU

segunda-feira, 2 de março de 2009 09:57 BRT
 

GENEBRA (Reuters) - Dois terços das assinaturas de telefonia móvel do planeta existem nos países em desenvolvimento, com o maior índice de crescimento na África, onde um quarto da população agora dispõe de um celular, anunciou na sexta-feira uma agência das Nações Unidas.

Enquanto em 2000 apenas um de cada 50 africanos dispunha de um celular, agora 28 por cento deles têm assinaturas de telefonia móvel, de acordo com a União Internacional de Telecomunicações (UIT).

O mundo tem três vezes mais assinaturas de telefonia móvel que de telefonia fixa, e em alguns países da Ásia e da Europa as pessoas têm mais de um contrato, o que eleva o acesso à telefonia móvel acima dos 100 por cento.

Em seu relatório Measuring the Information Society, a UIT afirma que a Internet é muito menos acessível nas partes mais pobres do mundo, por exemplo na África, onde apenas cinco por cento da população a utilizam, hoje.

"O acesso fixo à Internet em países desenvolvidos continua limitado, e, onde está disponível, é muitas vezes lento e/ou caro", afirma a organização no relatório, que avalia as tecnologias de informação e comunicação (ICT) em cada país para 2007, o ano mais recente para o qual havia informações disponíveis.

A Suécia lidera o índice, que mede o acesso relativo dos países a telefones, computadores e redes de computação, bem como seu índice de alfabetização, com a Coréia do Sul em segundo lugar. Os países nórdicos e as nações de alta renda da Europa, Ásia e América do Norte também apresentaram bons resultados.

Mas o dramático crescimento dos celulares nos países em desenvolvimento, entre os quais Paquistão (127 lugar), Arábia Saudita (55 lugar), China (73 lugar) e Vietnã (92 lugar) ajudou a reforçar a posição das economias emergentes, com relação ao último ano para o qual o índice foi compilado, 2002, afirmou a UIT.

As empresas que investiram pesadamente nos mercados emergentes incluem a indiana Barthi Airtel, a norueguesa Telenor, a sul-africana MTN e a egípcia Orascom Telecom.

Segue abaixo um ranking com os 10 primeiros e os 10 últimos colocados na lista de 154 países. O índice de desenvolvimento de ICT completo está disponível em www.itu.int.