Lenovo afasta novos cortes de vagas, mantém interesse em compras

terça-feira, 3 de março de 2009 16:01 BRT
 

Por Joanne Chiu

PEQUIM (Reuters) - O Lenovo Group, quarto maior fabricante mundial de computadores pessoais, não planeja cortar mais empregos e continuará procurando oportunidades de aquisição fora da China, informou o presidente-executivo da companhia nesta terça-feira.

Yang Yuanqing afirmou a repórteres que a companhia não está negociando com a japonesa Fujitsu uma aquisição.

"Nós não estamos em negociações de aquisição relacionadas à Fujitsu, mas continuaremos procurando oportunidades lá fora", disse Yang.

Jornais divulgaram que a Fujitsu venderá as operações de computadores voltados ao mercado de consumo da Fujitsu Siemens Computers e que a Lenovo estava entre os possíveis compradores.

Um representante da Fujitsu disse na semana passada que a companhia não tinha planos imediatos para vender as operações de PCs voltados ao varejo. Tatsuo Tomita, vice-presidente-executivo sênior da Fujitsu, também negou que a companhia japonesa está em negociações com a Lenovo.

Com grande volume de recursos em caixa, a Lenovo tem como alvo companhias regionais com vendas de mais de 2 milhões de computadores, segundo analistas.

"Os mercados emergentes têm melhor potencial do que os mercado tradicionais, e o crescimento deles, certamente, será maior", disse Yang, evitando identificar possíveis alvos.

A companhia informou no mês passado que eliminará 450 empregos na China, à medida que reduz os custos em uma tentativa de retomar a lucratividade em 2010.

Em dezembro, a empresa informou ao mercado ter encerrado negociações para aquisição da brasileira Positivo Informática por não haver um consenso diante das incertezas econômicas. A companhia brasileira, que divulga resultado de 2008 em 23 de março, havia vendido um ano antes cerca de 1,4 milhão de computadores.

Em 17 de fevereiro, diante de rumores sobre novas negociações, as ações da Positivo chegaram a disparar mais de 80 por cento antes que a empresa chamasse de "totalmente infundados" os rumores.