YouTube lança orquestra sinfônica, brasileiras participam

quarta-feira, 4 de março de 2009 10:23 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O cirurgião da Califórnia, Calvin Lee, mal tocou em seu violino durante 15 anos, mas foi nomeado membro da primeira orquestra sinfônica do YouTube e no próximo mês tocará no Carnegie Hall com o grupo.

Lee foi um dos mais de 90 músicos que ganharam um lugar na orquestra criada pelo popular site de vídeos por meio de uma audição --não pessoalmente, mas através de vídeos online.

A Orquestra Sinfônica do YouTube composta por músicos amadores e profissionais estreia dia 15 de abril, no Carnegie Hall.

Lee, 38 anos, encantou usuários do site com um vídeo de sua performance publicado no Youtube.com. No vídeo, ele toca "Presto", da sonata de violino G menor de Johann Sebastian Bach.

As cordas do violino estavam 15 anos mais velhas e os dedos de Lee não desenvolveram calos que surgem a partir da prática frequente e tornam mais fácil o manuseio do violino.

"Você me vê tremendo no vídeo, é realmente dor de verdade:, afirmou ele. "Deve ser dor por tocar a nota errada, mas também é a dor física."

Lee, que tocou violino na faculdade, disse que recentemente voltou a se dedicar à música para ajudar na sua destreza como cirurgião-geral. "A música é uma forma de arte e na verdade eu acredito que a cirurgia também é uma forma de arte", acrescentou ele.

O YouTube.com recebeu mais de 3 mil vídeos de audições. O grupo final de mais de 90 músicos foi escolhido por uma combinação de votos online do público e da avaliação de músicos de grandes orquestras.

Os membros da Orquestra Sinfônica do YouTube, de quase 30 países, viajarão para Nova York onde se reunirão com o diretor musical da Orquestra Sinfônica de São Francisco, Michael Tilson Thomas, que conduzirá o grupo até a apresentação de 15 de abril.

Do Brasil, foram escolhidas a estudande de música da UFMG Larissa Mattos e a integrante da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) Irina Kodin.

"É interessante que no mundo real essa será a primeira vez que eles se reúnem", disse Ed Sanders, gerente de marketing do Youtube. "Mas na realidade eles já tiveram muita intimidade desde o começo do projeto."