Presidente do Yahoo mostra interesse em redes sociais

quarta-feira, 4 de março de 2009 10:45 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A presidente-executiva do Yahoo, Carol Bartz, disse que os sites de redes sociais são uma importante área de interesse para a empresa de Internet, enquanto ela tenta descobrir como reforçar suas operações de busca na Web.

Falando na conferência de tecnologia do Morgan Stanley, em San Francisco, Bartz sugeriu que o Yahoo poderia tentar formar parcerias com empresas de redes sociais, em lugar de desenvolver produtos próprios nessa área.

"Não acredito que sejamos capazes de inventar o próximo Facebook", afirmou ela. "É bastante claro que precisamos fazê-lo", disse ela em resposta a uma pergunta sobre o que pensa sobre o tremendo crescimento de redes sociais como o Facebook e o Twitter, duas empresas de capital fechado.

Bartz reafirmou filosofia de que todos os negócios do Yahoo estão abertos a exame, à medida que empresa tenta reanimar seu crescimento e concorrer melhor com o Google.

Embora tenha aberto as portas a negociações com a Microsoft sobre uma parceria no setor de buscas, ela enfatizou a importância dos dados de busca para os clientes publicitários do Yahoo.

"Assim, independentemente de nós administrarmos ou alguém mais administrar o sistema, isso é importante", disse Bartz, em um de seus mais significativos comentários sobre a estratégia do Yahoo desde que ela substituiu o co-fundador da empresa Jerry Yang como presidente-executiva, em janeiro.

Caso Yahoo e Microsoft decidam conversar sobre um acordo de buscas, "vamos negociar como as empresas fazem, de modo privado", disse Bartz.

Os comentários surgiram uma semana depois que Bartz revelou uma importante reorganização administrativa da companhia. Os investidores estão esperando para ver se a nova presidente-executiva conseguirá reiniciar as conversações para um acordo com a Microsoft.

No ano passado, a Microsoft fez uma oferta de compra do Yahoo por 47,5 bilhões de dólares, ou 33 dólares por ação, mas foi rejeitada. A produtora de software anunciou após isso que não estava mais interessada em adquirir todo a companhia de Internet, mas que continua aberta a um acordo quanto ao serviço de buscas.