Microsoft, Google e eBay estão no topo da lista da Barron's

segunda-feira, 9 de março de 2009 11:39 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A gigante do software Microsoft, o líder das buscas na Internet Google e o grupo de leilões online eBay estão entre as principais escolhas da revista Barron's para os próximos 10 anos.

As ações da Microsoft decepcionaram os investidores, mas a empresa está sendo negociada em níveis atraentes, e conta com o apoio de uma história de crescimento em longo prazo, afirmou a revista de negócios semanal em sua mais recente edição, datada de 9 de março.

A Barron's afirmou que o Google -cujas ações perderam cerca de metade de seu valor desde o final de 2007- foi escolhido devido às oportunidades de crescimento da publicidade na Internet e à falta de dívidas do grupo.

O eBay entrou na lista por sua forte posição de caixa, baixa necessidade de capital de investimento para crescimento e sua marca sólida, afirmou a revista.

A lista também a Femsa, do México, maior engarrafadora e fabricante de cerveja da América Latina, definida pela Barron's como uma empresa bem administrada com forte base de caixa e posição dominante na região.

Entre as seguradoras, a revista escolheu a Ace, especialista em imóveis e seguros que conta com um forte balanço e pode se beneficiar dos problemas da rival AIG.

A WellPoint Inc, maior empresa de planos de saúde dos Estados Unidos em termos de número de segurados, foi selecionada porque trabalha fornecendo planos de saúde para empresas, e não cobrindo riscos, e isso torna suas projeções de receita mais confiáveis.

A CVS Caremark Corp, que opera mais de 6,9 mil drogarias e também cobre fornecimento de remédios a grandes empresas, pode ser beneficiada pela ampliação dos esforços das empresas para controlar os custos de saúde, segundo a Barron's.

A Cerner, uma empresa que produz sistemas de dados para uso pelo setor de saúde, e a empresa de armazenagem e segurança de dados foram incluídas na lista devido às perspectivas de crescimento de seus negócios.

A Wynn Resorts, criada pelo magnata dos cassinos Steve Wynn, foi acrescentada à lista pelo valor de suas propriedades em Las Vegas e Macau, e dada a esperança de que o setor de entretenimento resista ao tumulto financeiro.

(Reportagem de Juan Lagorio)