Google Earth da Índia gera preocupações de segurança

terça-feira, 10 de março de 2009 10:36 BRT
 

Por David Lalmalsawma

NOVA DÉLHI (Reuters) - A Índia está lançando sua versão do Google Earth para planejamento urbano, informaram autoridades indianas, mas há preocupação quanto à possibilidade de uso indevido do sistema, depois que o inquérito sobre os ataques de Mumbai demonstrou que os militantes envolvidos haviam estudado imagens dos alvos fornecidas pelo Google.

A versão indiana do Google Earth, chamada Bhuvan, é um serviço disponível na Internet e desenvolvido pelo National Remote Sensing Centre (NRSC) da Índia.

O serviço tem por objetivo ajudar cientistas, planejadores urbanos e administradores também no que tange ao combate a desastres, informaram funcionários indianos.

O sistema deve ir além do Google Earth, e vai ajudar os usuários a avaliar o tipo de terra e o potencial do lençol freático em todo o continente indiano, com imagens de alta resolução e dados de satélites.

"Estamos trabalhando com o governo para oferecer resolução de 2,5 metros", disse V. Jayaraman, diretor do NRSC, à Reuters, na cidade de Hydebarad, sul da Índia.

"Nós inseriremos muitas informações temáticas, como uso da terra, potencial do lençol freático e tipos de terra, que não estão disponíveis no Google Earth", declarou outro cientista do NRSC, que pediu que seu nome não fosse mencionado porque não está autorizado a comentar.

Mas existem preocupações quanto ao uso indevido do Bhuvan, porque os usuários estarão livres para utilizá-lo como preferirem.

"Oferecer imagens de satélites a todos certamente terá algum tipo de impacto de segurança", disse Ajai Sahni, do Institute for Conflict Management, em Nova Délhi.

"Existe possibilidade de uso indevido de tecnologia como essa", afirmou Sahni.

O único atirador a sobreviver aos ataques em Mumbai, Mohammad Ajmal Kasab, disse aos investigadores que todos os 10 atacantes viram imagens obtidas via Google dos locais que atacaram na capital financeira do país, durante seu treinamento, de acordo com as autoridades indianas.

 
<p>A &Iacute;ndia est&aacute; lan&ccedil;ando sua vers&atilde;o do Google Earth para planejamento urbano, mas h&aacute; preocupa&ccedil;&atilde;o quanto &agrave; possibilidade de uso indevido do sistema, depois que o inqu&eacute;rito sobre os ataques de Mumbai demonstrou que os militantes envolvidos haviam estudado imagens dos alvos fornecidas pelo Google.</p>