Nanotecnologia pode distribuir genes anticâncer

terça-feira, 10 de março de 2009 16:58 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Cientistas britânicos anunciaram na terça-feira um novo tratamento que transporta seletivamente genes contra o câncer para células cancerosas, por meio da nanotecnologia.

Por enquanto, a terapia só foi testada em ratos, mas o objetivo é testá-la em humanos dentro de dois anos.

Se funcionar em pessoas, será um mecanismo altamente focado na administração de uma teoria genética para o combate ao câncer.

Andreas Schatzlein, pesquisador do grupo Cancer Research UK's e ligado à Escola de Farmácia de Londres, disse que foi a primeira vez que nanopartículas comprovadamente atingem tumores de forma seletiva.

Schtzlein e seus colegas "empacotaram" o gene anticâncer em minúsculas partículas que só são absorvidas pelas células cancerosas, deixando as células saudáveis intactas. Uma vez absorvidos, os genes forçam a célula a produzir proteínas que matam o câncer.

A abordagem pode ser particularmente útil para pessoas com tumores inoperáveis por estarem próximos demais de órgãos vitais, como o cérebro ou os pulmões.

"Esperamos que esta terapia seja usada para tratar pacientes de câncer em testes clínicos dentro de um par de anos", disse Schatzlein em nota.

Os resultados do estudo do seu grupo foram publicados no site da revista Cancer Research.

A terapia genética é considerada uma área promissora na pesquisa contra o câncer e outras doenças, mas levar os genes exatamente ao lugar certo do organismo é um grande desafio.

(Reportagem de Ben Hirschler)