Redes do Peru preferem TV digital japonesa-brasileira

terça-feira, 10 de março de 2009 22:02 BRT
 

LIMA (Reuters) - As maiores redes de televisão do Peru apoiaram nesta terça-feira a implementação da tecnologia japonesa e brasileira para o sistema de televisão digital no país, algumas semanas antes de o governo definir o tema.

O Ministério de Transportes e Comunicações avalia entre as tecnologias norte-americana, europeia e japonesa o tipo de sistema de televisão digital terrestre a ser implantado no Peru a partir de 2011, substituindo o atual sinal analógico.

A decisão peruana será conhecida no final de março.

Quatro das seis redes de televisão do Peru, agrupadas na Sociedade Nacional de Rádio e Televisão, disseram em comunicado publicado na imprensa que sua decisão havia sido unânime em eleição sobre a tecnologia digital.

"Realizamos análises detalhadas, tanto técnicas como econômicas e comerciais sobre as diferentes tecnologias existentes, resultando o padrão Japonês-Brasileiro (ISDB-T) como o mais adequado para ser implantado em nosso país", disse o comunicado.

O Peru espera iniciar em 2009 a transmissão da televisão digital em todo o país, em fase de testes.

O presidente peruano, Alan García, se reuniu em fevereiro com o ministro de Comunicações brasileiro, Hélio Costa, que ofereceu uma cooperação científica em televisão digital com um investimento de 500 milhões de dólares.

O Brasil adotou, em 2006, a tecnologia japonesa de televisão digital, sistema que comprime, armazena e transporta o sinal de TV de maneira mais barata que a analógica, melhora a qualidade da imagem e permite a interação com o telespectador e o acesso por telefones móveis.

Na região, a Colômbia escolheu em agosto do ano passado o sistema europeu de televisão digital. O Chile, a Argentina e a Venezuela ainda estudam qual modelo será adotado.

(Reportagem de Marco Aquino)