Philips vende participação na LG Display por 630 mi de euros

quarta-feira, 11 de março de 2009 13:00 BRT
 

Por Tom Bergin e Niclas Mika

LONDRES/AMSTERDÃ (Reuters) - A Philips Electronics anunciou a venda de toda sua participação na sul-coreana LG Display por 630 milhões de euros (803,6 milhões de dólares), dada a decisão da companhia holandesa de abandonar um negócio cíclico e se concentrar em áreas como a de saúde.

A LG Display, que produz painéis de cristal líquido (LCD) para televisores, não estava imediatamente disponível para comentar.

A Philips anunciou que vendeu 47,2 milhões de ações no mercado, o equivalente a 13,2 por cento da LG Display, de acordo com dados da Reuters.

Fontes afirmaram que o preço ficou entre 25,5 mil e 26 mil won por ação, abaixo da cotação de fechamento de 27,7 mil won registrada na quarta-feira.

A Philips vinha reduzindo sua participação na LG Display há dois anos, e os investidores esperavam mais vendas, mas Eric de Graaf, analista da Petercam, se surpreendeu com o momento da venda.

"É uma decisão positiva porque, nas atuais condições de mercado, é melhor ter caixa do que controlar uma participação que seria vendida no curto prazo de qualquer maneira", disse o analista.

De Graaf acrescentou que a receita de juros gerada pelo dinheiro provavelmente seria apenas um pouco maior que a receita oferecida pelos dividendos sobre a participação no curto prazo.

A venda também removerá uma incerteza quanto às ações da LG Display, já que os investidores sabiam que a Philips pretendia se desfazer delas. Mas a venda abaixo da cotação em bolsa na quarta-feira possa deprimir o preço no curto prazo.

Fontes dos mercados asiáticos haviam previsto que a Philips faria nova venda de ações da LG, mas não esperavam que todas elas fossem vendidas.

A Philips, que produz barbeadores elétricos, lâmpadas, players de MP3 e máquinas de tomografia computadorizada, tem por estratégia priorizar áreas menos cíclicas, como iluminação e saúde, em que o crescimento parece mais previsível no longo prazo.