Samsung e LG preveem ano difícil e permanecem cautelosas

sexta-feira, 13 de março de 2009 10:40 BRT
 

Por Marie-France Han e Rhee So-eui

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics e a LG Display, duas das principais companhias de tecnologia da Coreia do Sul, esperam um ano muito difícil e permanecem cautelosas sobre uma eventual recuperação do fragilizado setor no curto prazo.

A demanda dos consumidores por aparelhos eletrônicos registrou forte queda, conforme a crise financeira tornou-se uma ampla recessão que já tragou os Estados Unidos e grande parte da Europa, além de ter enfraquecido a demanda nos mercados emergentes.

"Os países desenvolvidos podem apresentar um crescimento negativo neste ano", disse Lee Yoon-woo, presidente-executivo da Samsung, durante a reunião anual de acionistas da empresa.

"A demanda deve cair em alguns núcleos de negócios que têm conduzido o crescimento de nossa companhia", disse ele, referindo-se a televisões e celulares em particular.

A Samsung, maior fabricante mundial de chips de memória e displayers de cristal líquido, divulgou seu primeiro prejuízo trimestral em janeiro, após um declínio acentuado ter abatido sua unidade de chips de memória.

Já a LG Display, segunda maior fabricante mundial de telas de cristal líquido (LCD), também forneceu uma projeção cautelosa sobre o setor.

"Quando os fabricantes taiuaneses aumentarem a produção novamente, pode muito bem haver uma nova rodada de cortes na produção", afirmou o presidente-executivo, Kwon Young-soo, a repórteres.

 
<p>A Samsung Electronics e a LG Display, duas das principais companhias de tecnologia da Coreia do Sul, esperam um ano muito dif&iacute;cil e permanecem cautelosas sobre uma eventual recupera&ccedil;&atilde;o do fragilizado setor no curto prazo. Na foto, presidente-executivo da Samsung Electronics, Lee Yoon-woo, faz apresenta&ccedil;&atilde;o em Seul.</p>