Pior da correção já passou no setor de chips, diz chefe da LSI

segunda-feira, 16 de março de 2009 10:32 BRT
 

Por Alexei Oreskovic

SAN FRANCISCO (Reuters) - As condições brutais de negócios que abalaram as produtoras de chips nos últimos meses já atravessaram sua pior fase, mas o pleno impacto da desaceleração do setor ainda não foi visto, disse o presidente-executivo da LSI.

Abhi Talwalkar declarou à Reuters em entrevista que antecipa mais consolidação no setor.

Os comentários, publicados na tarde de sexta-feira, estimularam as ações da fabricante de chips no mercado dos Estados Unidos, na ausência de outras notícias, disseram os analistas. As ações da LSI subiram em 7,5 por cento e fecharam em um pico mensal de 3,14 dólares na bolsa de valores de Nova York.

"Há muitas empresas de semicondutores, entre as quais também empresas pequenas, com capitalização insuficiente. E para elas será um desafio passar por isso", disse Talwalkar.

As fabricantes de chips, incluída a LSI, não estão preparadas para fazer aquisições.

"Boa parte da consolidação que poderia ocorrer parece congelada, porque as pessoas que têm caixa não se apressarão a fazer muito com esse caixa hoje, em um ambiente assim imprevisível", disse Talwalkar, 45, que se tornou presidente-executivo da LSI em 2005, vindo da Intel.

A demanda por chips já não está se contraindo de forma tão acentuada quanto nos meses finais de 2008, quando os clientes cortaram os pedidos de chips novos e se concentraram em lugar disso na queima dos estoques existentes.

Talwalkar acredita que entre 80 e 90 por cento da "correção de estoques" necessária já tenha ocorrido, e que "bolsões" dos negócios da LSI e de categorias de produtos finais "estejam começando a mostrar aperto, do ponto de vista da relação entre oferta e procura".   Continuação...