Intel acusa AMD de violar acordo com criação da Globalfoundries

segunda-feira, 16 de março de 2009 12:25 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Intel acusou a AMD de violar os termos de um acordo de licenciamento entre as duas fabricantes de chips, acusação rejeitada pela AMD nesta segunda-feira.

A AMD informou à Securities and Exchange Commission, órgão que regula os mercados acionários dos Estados Unidos, que a Intel alega que a empresa violou um acordo de patentes de 2001 quando criou a joint-venture Globalfoundries, a fabricante de chips de 4,3 bilhões de dólares separada do restante do grupo da AMD.

A Intel ameaça encerrar os direitos da AMD estabelecidos no acordo em 60 dias se a alegada violação não for corrigida. A AMD sustenta que a Intel não tem direito em encerrar o acordo.

Uma porta-voz da Intel não estava imediatamente disponível para comentar o assunto.