HP corta temporariamente salários de funcionários da EDS

quarta-feira, 18 de março de 2009 12:51 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Hewlett-Packard informou na terça-feira que poderá cortar os salários de alguns empregados da divisão EDS em 10 por cento em abril.

A redução temporária dos salários é uma medida adicional ao corte de salários instituído em toda a HP no mês passado.

O corte afeta somente funcionários da EDS baseados nos Estados Unidos e Porto Rico e não terá impacto entre os que ganham menos de 40 mil dólares por ano.

Um porta-voz da empresa disse, através de um comunicado por e-mail, que o movimento é "uma ação de corte de custos temporária para manter a organização fortalecida enquanto amplia sua flexibilidade financeira".

A HP adquiriu o controle da EDS no ano passado por 13,2 bilhões de dólares.

No mês passado, depois de reduzir sua expectativa de crescimento para o ano e registrar receita trimestral menor que a esperada, a HP decidiu reduzir o salários de todos os seus empregados, que incluiu um corte de 5 por cento nos salários mais altos.

O presidente-executivo da companhia, Mark Hurd, enfatizou o compromisso da empresa em reduzir seus custos.

A HP é a maior fabricante mundial de computadores pessoais e a segunda maior do mundo em serviços de tecnologia.

(Reportagem de Gabriel Madway)