Sony Ericsson concentra esforços em celular com câmera nos EUA

quarta-feira, 18 de março de 2009 19:12 BRT
 

Por Sinead Carew

NEW YORK (Reuters) - A Sony Ericsson está fazendo uma aposta pesada em celulares com câmera fotográfica nos Estados Unidos este ano, esperando que a fotografia de maior qualidade convença os consumidores a comprarem um novo telefone ou a substituírem suas atuais câmeras.

A joint venture entre a japonesa Sony e a sueca Ericsson tem visto fortes vendas internacionais de seus celulares com câmera Cybershot e dos modelos com tocador de música Walkman, mas ainda tem um longo caminho a percorrer no mercado norte-americano.

Apesar de alguns analistas estarem céticos sobre o momento do mercado para esse tipo de aparelho, a Sony Ericsson planeja lançar um modelo de celular com câmera de 8 megapixels naquele país, na esperança de que a maior qualidade da foto e as promoções das operadoras ajudem a ampliar suas vendas.

"Estaremos realmente concentrados nesse dispositivo a partir do segundo trimestre", disse Jon Mulder, diretor de marketing de produtos da empresa para a América do Norte. "Sabemos que esse tipo de aparelho deverá se tornar relevante para os consumidores na segunda metade do ano".

Mulder previu que o aparelho, que será vendido por até 400 euros (538,79 dólares) na Europa, poderá custar entre 199 e 249 dólares nos Estados Unidos depois dos subsídios das operadoras, que tipicamente acertam com os clientes contratos de dois anos para fornecer o desconto.

Mulder afirmou estar confiante de que o aparelho será vendido por pelo menos uma das operadoras dos Estados Unidos (AT&T ou T-Mobile), mas não informou qual.

A Sony Ericsson era a quarta maior fornecedora mundial de celulares no quarto trimestre do ano, com vendas de 24 milhões de aparelhos.

 
<p>A Sony Ericsson est&aacute; fazendo uma aposta pesada em celulares com c&acirc;mera fotogr&aacute;fica nos Estados Unidos este ano, esperando que a fotografia de maior qualidade conven&ccedil;a os consumidores a comprarem um novo telefone ou a substitu&iacute;rem suas atuais c&acirc;meras. Na foto, celular "Idou", com resolu&ccedil;&atilde;o de 12 megapixels.</p>