Qualcomm aposta em alta de mercado de celulares inteligentes

sexta-feira, 20 de março de 2009 09:46 BRT
 

Por Baker Li

TAIPÉ (Reuters) - A Qualcomm está observando forte demanda por celulares inteligentes de alta capacidade, apesar da fraqueza da economia, e antecipa crescimento promissor com a concessão das licenças de telefonia móvel 3G na China, disse um importante executivo da maior produtora mundial de chips para celulares.

Alguns produtores de chips e fabricantes de computadores estão depositando suas esperanças nas vendas rapidamente crescentes de celulares inteligentes dotados de múltiplos recursos, como forma de ajudá-los a escapar dos piores efeitos da desaceleração econômica mundial.

"A demanda dos consumidores por celulares inteligentes de preço elevado continua forte porque a demanda por Internet sem fio, recursos multimídia e serviços de valor adicionado continua a crescer", disse Jing Wang, vice-presidente executivo da Qualcomm, na sexta-feira, em resposta por email a perguntas da Reuters sobre as perspectivas para os fabricantes de celulares e de chips para celulares.

"Embora os estoques se tenham contraído, a adoção mundial da telefonia 3G continua a aumentar, com a migração dos usuários de redes de segunda geração para as redes de terceira geração e o aumento nos embarques de aparelhos 3G pelos fabricantes, este ano, ante o ano passado", disse o executivo.

O Credit Suisse informou em relatório publicado em fevereiro que o mercado mundial de celulares inteligentes atingirá 204 milhões de unidades em 2011, ante 141 milhões de unidades em 2008.

Wang, que comanda as operações da Qualcomm nas regiões Ásia-Pacífico, Oriente Médio e África, diz que a empresa continuará a apoiar o crescimento das empresas chinesas no desenvolvimento de redes, aparelhos e aplicativos CDMA de terceira geração.

"A concessão das licenças 3G na China é um desdobramento significativo, que oferece oportunidade significativa de crescimento", afirmou ele.

O número de assinantes de telefonia CDMA (incluindo CDMA2000, WCDMA e TD-SCDMA) na China deve crescer a 211 milhões em 2013, ante 30 milhões em 2008, disse ele.

 
<p>A Qualcomm est&aacute; observando forte demanda por celulares inteligentes de alta capacidade, apesar da fraqueza da economia, e antecipa crescimento promissor com a concess&atilde;o das licen&ccedil;as de telefonia m&oacute;vel 3G na China, disse um importante executivo da maior produtora mundial de chips para celulares.</p>