Negociações entre IBM e Sun devem continuar nos próximos dias

segunda-feira, 23 de março de 2009 09:43 BRT
 

Por Ritsuko Ando e Anupreeta Das

NOVA YORK (Reuters) - A IBM continua negociando a aquisição da Sun Microsystems, e as discussões podem demorar mais alguns dias, enquanto a IBM estuda diversas partes dos negócios de servidores e software da Sun, de acordo com pessoas próximas do assunto.

As fontes, que não estavam autorizadas a falar publicamente sobre a questão, classificaram o exame dos ativos da Sun pela IBM como procedimento padrão. Acrescentaram que um acordo é improvável antes de no mínimo esta semana.

IBM e Sun se recusaram a comentar o assunto.

Caso cheguem a um acordo, a Sun seria a maior aquisição já realizada pela IBM e reforçaria sua oferta de hardware, software e serviços de computação.

Uma combinação entre a maior e a quarta maior fabricantes mundiais de servidores, porém, poderia atrair a atenção das autoridades antitruste, nos Estados Unidos e no exterior, disseram analistas na semana passada.

A companhia combinada deteria 65 por cento do mercado de servidores Unix, que movimenta 17 bilhões de dólares anuais. Grandes empresas e governos empregam essas máquinas para operações essenciais, de acordo com o grupo de pesquisa de mercado IDC.

IBM e Sun eram as duas líderes nesse segmento em 2008, com 37 por cento e 28 por cento de participação, respectivamente. A Hewlett-Packard ocupava a terceira posição com 27 por cento.

A CNBC, citando uma reportagem do Wall Street Journal, havia informado na sexta-feira que o processo de busca de informações pela IBM era responsável pela demora no acordo com a Sun.

A IBM está examinando os termos das diversas licenças de tecnologia a fim de verificar se existe conflito com quaisquer de seus negócios, publicou o jornal em seu site. Segundo a reportagem, a transação teria valor de entre 6,5 bilhões e 8 bilhões de dólares.

Alguns analistas questionaram se o pagamento de um ágio de 100 por cento pela Sun, cujas ações caíram em quase 70 por cento nos 12 meses anteriores ao surgimento de informações sobre a possível aquisição, na quarta-feira, valeria a pena para a IBM.