Intel quer reprecificar opções de ações que ficaram sem valor

segunda-feira, 23 de março de 2009 12:32 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Intel está solicitando permissão de seus acionistas para substituir opções de ações sem valor concedidas a funcionários, uma medida controversa que a maior fabricante mundial de chips diz ser necessária para manter empregados essenciais.

Sob o plano, que está aberto a todos os funcionários excluídos os principais executivos, a Intel quer substituir opções de ações que "viraram pó" --em que o preço de exercício supera a cotação atual dos papéis-- por novas opções com preço de exercício reduzido.

Embora a medida possa representar incentivo para os funcionários da empresa, talvez enfrente oposição de alguns acionistas que não estão recebendo compensação semelhante. Outras empresas de tecnologia que tomaram medidas similares incluem Google, eBay e Advanced Micro Devices.

Depois de cortar 20 mil empregos de 2006 para cá, a Intel afirma que não pode perder funcionários essenciais a determinados projetos.

"Muitos de nossos funcionários são engenheiros, cientistas e outros especialistas que trabalham em importantes projetos longos de pesquisa e desenvolvimento, ou dispõem de capacitação desenvolvida ao longo de anos e que seria difícil substituir", afirmou a Intel em sua petição à Securities and Exchange Commission.

A empresa também informou que planeja congelar salários dos principais executivos e reduzir as contribuições ao plano de aposentadoria e ao plano de compra de ações de seus funcionários --duas medidas que, combinadas, resultariam em corte significativo de custos em 2009.

As empresas muitas vezes oferecem opções de ações aos funcionários como forma de motivar e reter pessoal. Mas as opções perdem valor quando o preço das ações envolvidas cai abaixo do preço de exercício.

A Intel afirmou que 87 por cento de seus quase 84 mil funcionários detêm opções, e que praticamente todas (99 por cento) "viraram pó".

A empresa deseja substituir as opções com preço de exercício superior ao pico das últimas 52 semanas por número menor de novas opções com valor equivalente. O plano seria neutro em termos de custos porque a Intel já havia contabilizado as opções ao concedê-las.

(Por Franklin Paul e Clare Baldwin)