ANÁLISE-Economia lenta diminui apetite do Google por aquisições

terça-feira, 24 de março de 2009 11:26 BRT
 

Por Alexei Oreskovic

SAN FRANCISCO (Reuters) - Depois de passar anos abocanhando empresas, o Google agora está de dieta. O gigante da Internet não anuncia uma aquisição há seis meses, uma significativa desaceleração se consideradas as mais de 30 empresas que comprou desde 2005.

O presidente-executivo do Google, Eric Schmidt, reconheceu a desaceleração no começo do mês, falando a investidores em uma conferência que os preços ainda estão altos demais para seu gosto e que os esforços de fusão e aquisição empreendidos pelo Google estão "bem inativos".

Mas alguns observadores afirmam que o Google, que tem cerca de 16 bilhões de dólares em dinheiro e títulos nos seus cofres, pode não ficar muito tempo afastado do mercado de aquisições. No mundo altamente competitivo do software para a Internet, empresas como o Google precisam olhar para fora em busca de novas tecnologias e oportunidades de crescimento.

"Os presidentes de empresas podem dizer o que quiserem sobre preferir ficar à margem, mas se surgir a transação certa, pelo preço certo, eles sem dúvida pensarão a respeito", disse Ben Schachter, analista do UBS.

Recentemente, surgiram fortes rumores sobre o interesse do Google pelo Twitter, um serviço iniciante de redes sociais, e pela agência de viagens online Expedia.

O Google não comenta sobre boatos de fusão, e os analistas estão divididos quanto à viabilidade de qualquer das combinações propostas. A Expedia representaria um forte afastamento quanto ao histórico de aquisições do Google e à sua estratégia mais ampla, que tem as buscas em posição central, enquanto o Twitter oferece certos recursos intrigantes mas seu modelo de negócios continua incerto, dizem.

O valor de mercado da Expedia é da ordem de 2,3 bilhões de dólares, e as ações da empresa caíram em 70 por cento ante o pico atingido em maio de 2008. O Twitter, uma empresa de capital fechado que permite que seus usuários troquem mensagens curtas com um máximo de 140 caracteres, é mais difícil de avaliar, ainda que em negociações com o Facebook no ano passado o site de microblogs tenha sido supostamente avaliado em 500 milhões de dólares, de acordo com blogs e reportagens.

(Reportagem de Alexei Oreskovic)

 
<p>Depois de passar anos abocanhando empresas, o Google agora est&aacute; de dieta. O gigante da Internet n&atilde;o anuncia uma aquisi&ccedil;&atilde;o h&aacute; seis meses, uma significativa desacelera&ccedil;&atilde;o se consideradas as mais de 30 empresas que comprou desde 2005.</p>