"Computação em nuvem" crescerá 21% em 2009, diz Gartner

quinta-feira, 26 de março de 2009 12:10 BRT
 

HELSINQUE (Reuters) - O faturamento mundial com serviços de "computação em nuvem", uma das tendências mais comentadas da indústria de tecnologia, pode superar os 56 bilhões de dólares em 2009, conforme empresas tentam reduzir custos com sistemas que permitem que programas sejam executados pela Web, informou a empresa de pesquisa Gartner, nesta quinta-feira.

A computação em nuvem é a expressão usada para descrever sistemas que permitem que usuários, desenvolvedores e empresas usem a Internet para acessar programas e dados armazenados em centrais de processamento de dados.

O Gartner informou que a receita com serviços de computação em nuvem está caminhando para ultrapassar 56,3 bilhões de dólares em 2009, crescendo 21,3 por cento sobre 2008.

"As tendências do mercado de tecnologia da informação para os próximos anos continuam altamente incertas. Mas, apesar do crescimento no curto prazo ser inibido, o custo potencialmente menor dos serviços em nuvem é atraente e pode motivar o crescimento dessas ofertas", disse Ben Pring, vice-presidente de pesquisa do Gartner.

"Apesar do crescimento para muitos desses serviços em nuvem ser relativamente modesto nos próximos dois anos, esperamos uma aceleração, conforme os níveis de investimento e as condições macroeconômicas melhorem."