30 de Março de 2009 / às 14:06 / em 9 anos

Dona do Haboo Hotel sai do vermelho em 2008

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - A empresa finlandesa de Internet Sulake saiu do vermelho em 2008, graças ao uso mais intenso de seu site de redes sociais para adolescentes Habbo Hotel.

O mundo virtual Habbo Hotel (www.habbo.com/) recebe cerca de 115 milhões de visitantes mensais, a maior parte dos quais com idades de entre 13 e 16 anos. Cerca de 90 por cento deles usam o site de graça.

Micropagamentos via cartão de crédito e celular por itens como mobília para quartos virtuais significam que as fontes de receita da Sulake, criada em 2000, estão crescendo. A publicidade gera menos de 20 por cento da receita total.

“Estamos confiantes que nosso modelo de negócios para o Habbo, baseado primordialmente em vendas a usuários e com apoio de publicidade, seja uma clara vantagem em um clima econômico como o atual”, afirmou Timo Soininen, presidente-executivo da Sulake, em comunicado.

A empresa anunciou na segunda-feira que suas vendas em 2008 cresceram 19 por cento, para 50,1 milhões de euros (66,3 milhões de dólares), com o lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização atingindo os 4,8 milhões de euros, ante um ligeiro prejuízo em 2007.

A Sulake anunciou que atualizações regulares do site e uma reformulação nas roupas e acessórios dos avatares contribuíram para os números melhores.

“O forte crescimento da receita foi conduzido principalmente pelo desempenho muito bom quanto às receitas por usuário do Habbo, apoiadas por vendas estáveis de publicidade”, disse Outi Henriksson, vice-presidente da empresa, à Reuters.

Em 2009, a companhia anunciou que seu foco estará nas vendas e elevação de lucros, agora que os planos de expansão a novos mercados, como o da China, estão concluídos. A Sulake também planeja lançar um novo serviço este ano, mas ele não revelou detalhes.

“Isso, combinado ao estado atual dos mercados financeiros, significa que não estamos planejando ativamente uma abertura de capital, no momento”, disse Henriksson.

A empresa anunciou ainda planeja o lançamento comercial de seu serviço minifriday.com para celulares, que já obteve mais de um milhão de usuários em modo de teste.

Antes da crise financeira internacional, a Sulake chegou a ser avaliada em 1,26 bilhão de dólares, pouco acima do site de redes sociais LinkedIn.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below