Cuba acusa 'blogger' de "provocação contra a revolução"

quarta-feira, 1 de abril de 2009 16:18 BRT
 

HAVANA (Reuters) - Autoridades cubanas acusaram na quarta-feira a 'blogger' Yoani Sánchez e outras pessoas de fazer uma "provocação contra a revolução", por falar de censura e controle de informação na ilha durante uma representação artística durante a X Bienal de Havana.

No domingo, Sánchez tomou o microfone durante um evento da artista cubana Tania Bruguera para ler um texto em que disse que a Internet estava abrindo "fendas" na censura e no controle da informação em Cuba.

"Várias pessoas alienadas da cultura, encabeçadas por uma 'dissidente' profissional aproveitaram uma performance para realizar uma provocação contra a Revolução Cubana", disseram os organizadores da bienal em um comunicado divulgado na página da web oficial lajiribilla.cu.

A nota oficial não cita o nome de Sánchez.

"O Comitê Organizador da X Bienal de Havana considera esse feito um ato anticultural, de oportunismo vergonhoso, que ofende os artistas cubanos, os artistas estrangeiros que vieram a nos oferecer suas obras e sua solidariedade", acrescentou.

O comitê organizador é dirigido por Rubén del Valle, presidente do Conselho Nacional das Artes, dependente do Ministério de Cultura.

Bruguera, que no passado estremeceu a cena cultural de Cuba com suas representações, colocou no Centro de Arte Wilfredo Lam do centro histórico de Havana um pódio com um microfone para que o público dissesse o que quisesse em um minuto.

Os que falavam eram acompanhados por dois atores com uniformes militares e lhes era colocado uma pomba branca nos ombros.

Uma pomba branca pousou no ombro do líder Fidel Castro quando pronunciava em janeiro de 1959 seu discurso da vitória ao entrar em Havana.   Continuação...