Dell lançará celulares inteligentes na China este ano--analistas

terça-feira, 14 de abril de 2009 10:12 BRT
 

Por Kelvin Soh e Michael Wei

TAIPÉ/PEQUIM (Reuters) - A Dell, segunda maior fabricante mundial de computadores pessoais, planeja entrar no lucrativo mas ferozmente disputado mercado dos celulares inteligentes, no final do ano, começando pela China, como forma de procurar por novas fontes de receita, disseram dois analistas nesta terça-feira.

Os analistas, que pediram que seus nomes não fossem mencionados porque a Dell ainda não confirmou o plano, informaram que a empresa estava trabalhando para desenvolver os aparelhos com a Chi Mei Communications, uma subsidiária de capital fechado da Hon Hai, uma gigante da eletrônica em Taiwan, enquanto a Red Office, uma produtora de software chinesa, desenvolve o sistema operacional dos aparelhos.

Os porta-vozes do escritório da Hon Hai em Taiwan e dos escritórios da Dell na China e em Cingapura não quiseram comentar, mas uma representante da Red Office confirmou que sua empresa estava desenvolvendo o sistema operacional de um celular inteligente para a Dell.

"Estamos em estágio preliminar de desenvolvimento do software e ainda não divulgamos nada a respeito", disse a porta-voz da Red Office.

Os analistas afirmaram ter confirmado as informações junto a representantes da Chi Mei, que já tem a Dell como cliente.

Muitos dos principais produtores de eletrônicos projetam seus próprios produtos mas dependem de fabricantes terceirizados como a Hon Hai e a Flextronics, de Cingapura, que contam com grandes instalações de produção em países nos quais os custos de mão-de-obra são baixos.

Os analistas não tinham detalhes sobre que operadora de telefonia móvel ofereceria os aparelhos na China. Mas informaram que o lançamento aconteceria primeiro no mercado chinês, o maior do mundo em número de clientes, seguido por lançamentos nos Estados Unidos e na Europa.

Os rumores sobre a possível entrada da Dell no segmento de celulares inteligentes vinham circulando desde o começo do ano, ainda que a empresa não tenha comentado a respeito.

 
<p>Michael Dell, presidente da Dell, participa de coletiva de imprensa em Pequim em mar&ccedil;o. Nesta ter&ccedil;a-feira, analistas afirmaram que a segunda maior fabricante mundial de computadores pessoais, planeja entrar no lucrativo mercado dos celulares inteligentes, no final do ano, come&ccedil;ando pela China.</p>