Criadores de vírus de computadores elevam produção, mudam tática

terça-feira, 14 de abril de 2009 12:16 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O número de vírus de computador vem crescendo extraordinariamente rápido e a tática de seus criadores está mudando, de emails que se fazem passar por mensagens de fontes legítimas para ameaças ocultas em sites aparentemente seguros, como o de uma pousada local, informou a empresa de software de segurança de computadores Symantec.

Houve grande aumento no número de vírus e outras pragas eletrônicas na Web, com 624.267 identificados em 2007 ante 1,6 milhão em 2008, de acordo com a Symantec.

"Sessenta por cento de todas as ameaças (de softwares malignos) dos últimos 20 anos surgiram nos últimos 12 meses", disse Vincent Weafer, vice-presidente de informações e segurança de conteúdo da Symantec, em entrevista à Reuters.

Os atacantes estão deixando de lado a técnica de spam por email conhecida como phishing, usada para obter informações pessoais sobre usuários, e recorrendo à invasão de sites legítimos, por exemplo o de uma empresa local, que usam para praticar os roubos de dados, afirma o relatório.

Os atacantes tendem a evitar os sites de grandes empresas que têm condições de repararem suas páginas rapidamente e a se concentrar em sites menores, não operados por profissionais, como os de uma pousada. O relatório da Symantec menciona outros exemplos --sites do governo dos Estados Unidos e do Reino Unido-- que foram infectados.

"Os bandidos estão invadindo sites legítimos e os comprometendo", disse Weafer.

O objetivo dos vírus é roubar, e a expansão do acesso em banda larga em vários países torna mais fácil que áreas sem controle sirvam como anfitriãs a crackers.

"Em 2008, 78 por cento das ameaças a informações confidenciais exportaram dados sobre os usuários e 76 por cento utilizaram um sistema de registro de digitação para roubar informações como as senhas de contas bancárias online", afirma a Symantec em relatório.

Assim que números de cartões de crédito, nomes de usuário e senhas são roubados, eles são vendidos no mercado negro.   Continuação...