OpenX lança novo servidor publicitário para pequenos sites

quinta-feira, 16 de abril de 2009 11:46 BRT
 

Por Georgina Prodhan

LONDRES (Reuters) - A OpenX, uma empresa iniciante de tecnologia, lançou um mercado online de publicidade para empresas de pequeno porte da Web, na quinta-feira, criado como alternativa a produtos oferecidos pelo Google, Microsoft, Yahoo e America Online.

O OpenX Market tem por objetivo facilitar aos anunciantes encontrar sites menores, em meio à forte expansão no número de sites operados por indivíduos e pequenas organizações e direcionados a nichos de audiência; outra meta do mercado é ajudar essas pequenas empresas a maximizar sua receita publicitária.

A OpenX, que conta com investimentos da Index Ventures e da Accel Partners, opera mais de 300 bilhões de páginas visitadas a cada mês por meio de seu software, em uma rede de cerca de 150 mil sites, o que a coloca na mesma categoria de sistemas como o DoubleClick, do Google, em termos de volume.

O Google adquiriu a DoubleClick por 3,1 bilhões de dólares, em 2007, como parte de uma onda multibilionária de aquisições de empresas operadoras de servidores de publicidade que também incluiu a compra da aQuantive pela Microsoft, a da Adtech pela America Online e a da 24/7 Real Media pelo WPP Group.

"Agora esse espaço está muito concentrado, o que torna realmente bom para nós sermos uma opção independente no mercado", disse Tim Cadogan, presidente-executivo da OpenX, à Reuters.

Cadogan, um veterano do setor e antigo diretor da divisão de buscas do Yahoo, diz que o software de fonte aberta da OpenX, facilmente adaptável pelos operadores de sites, é outro atrativo.

A nova plataforma da OpenX conduz leilões de espaço publicitário em tempo real, permitindo que os sites aproveitem os lances mais altos até o último segundo. O sistema deve ser mais atraente para as pequenas empresas, mas também poderia ser usado por organizações maiores.

A Internet é a única mídia que deve registrar alta em investimento publicitário este ano -- ainda que mais lento --, enquanto a maioria das empresas reduz os gastos com atividades como o marketing a fim de enfrentar a desaceleração econômica.