TIM fecha incorporação da Intelig por cerca de R$650 mi em ações

sexta-feira, 17 de abril de 2009 07:17 BRT
 

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - O conselho de administração da TIM Participações aprovou na quinta-feira acordo com a Docas Investimentos e duas de suas holdings (JVCO e Holdco) para incorporar a Intelig.

O negócio envolve o pagamento de até 6,15 por cento das ações ordinárias e preferenciais da TIM à Docas. Analistas calculam que, aos valores de quinta-feira, o negócio envolve 650 milhões de reais.

"(A operação) tem por objetivo otimizar as áreas operacionais e de suporte da TIM Part, suas controladas e da Intelig, resultando em um aproveitamento mais racional dos recursos disponíveis, redução de custos, ganho de produtividade, combinação de esforços comerciais e melhor utilização das sinergias entre as empresas", afirmaram as companhias em comunicado.

A Docas Investimentos pertence ao empresário Nelson Tanure, que também controla os jornais Gazeta Mercantil e Jornal do Brasil. Ele assumiu a Intelig em 2008 como parte de uma estratégia de ingressar no segmento de telecomunicações, conforme informado na época.

A Intelig foi criada em 2000 pelos sócios National Grid, France Telecom e Sprint, mas foi colocada à venda quatro anos depois por desinteresse dos sócios pelo mercado brasileiro.

O negócio com a TIM ainda depende da aprovação da Anatel, mas já vinha sendo noticiado há meses, desde que a TIM informou ao mercado ter intenção de investir em infraestrutura própria (backbone) para transmissão de dados.

As ações da TIM Participações fecharam o pregão desta quinta-feira em alta de 4,5 por cento, negociadas a 3,26 reais. O índice Bovespa teve alta de 1,66 por cento, aos 46.024 pontos.