Sony Ericsson cortará 2 mil empregos após prejuízo trimestral

sexta-feira, 17 de abril de 2009 09:37 BRT
 

Por Mia Shanley

ESTOCOLMO (Reuters) - A Sony Ericsson informou nesta sexta-feira que planeja cortar um em cada cinco empregos neste ano na tentativa de retornar ao lucro. A fraqueza do mercado de celulares fez a empresa registrar um forte prejuízo trimestral, como já era esperado.

A quarta maior fabricante de celulares do mundo, que pertence à sueca Ericsson e à japonesa Sony, planeja reduzir 2 mil postos de trabalho, após ter dispensado número similar de funcionários em 2008.

A companhia perdeu um quarto de participação no mercado, para 6 por cento, mas afirmou que vê sinais de estabilização na demanda, repetindo comentários feitos pela Nokia um dia antes.

"Em março, houve sinais de estabilização... nos Estados Unidos e na Europa", disse Hideki Komiyama, presidente-executivo da companhia, à Reuters em uma entrevista. "Apesar disso, em algumas áreas nós ainda temos fraqueza, no Leste Europeu, Rússia, Oriente Médio e na Índia, mas algumas outras áreas claramente começaram a ver alguns sinais de moderação."

A Sony Ericsson teve prejuízo antes de impostos de 370 milhões de euros (485 milhões de dólares) --contra previsão de analistas de 371 milhões de euros-- veio um dia depois da Nokia ter registrado sua primeira perda trimestral.

"O que a Sony Ericsson deveria fazer para sair dessa crise? Eles não são grandes o suficiente para competir com a Nokia, e agora nós temos os iPhones. Eu não acho que eles deveriam acompanhar todos os segmentos do mercado", disse Michael Andersson, analista da Evli.

O sucesso da Sony Ericsson foi construído com base em aparelhos normais com câmeras de alta qualidade e dispositivos de música, mas esse segmento do mercado tem enfrentado uma queda acentuada na demanda, conforme as operadoras distribuem subsídios para que os consumidores adquiram celulares mais caros.

"Imagem e música agora compõem os portfólios da maioria dos concorrentes e a Sony Ericsson está achando mais e mais difícil ter seus produtos em evidência", disse Carolina Milanesi, diretora da Gartner Research. "Telas sensíveis a toque, um bom browser, e navegação estão assumindo o topo da lista de desejos dos usuários", disse Milanesi.

 
<p>Sony Ericsson Cybershot C905 &eacute; exibido em Las Vegas. A companhia Sony Ericsson informou nesta sexta-feira que planeja cortar um em cada cinco empregos neste ano na tentativa de retornar ao lucro. A fraqueza do mercado de celulares fez a empresa registrar um forte preju&iacute;zo trimestral, como j&aacute; era esperado.</p>