Videogame ajuda universitários a enfrentar a recessão

quinta-feira, 30 de abril de 2009 13:22 BRT
 

Por John Gaudiosi

RALEIGH, Carolina do Norte (Reuters) - Com o impacto da recessão sobre os universitários dos Estados Unidos, a mtvU, rede de TV universitária da MTV, decidiu se voltar a uma mídia que ela sabe que receberá atenção para tentar ensinar aos estudantes como enfrentar os tempos econômicos difíceis: um videogame.

A mtvU se uniu à Indebted Campaign, da Peter G. Peterson Foundation, para lançar o videogame online "Debt Ski", projetado por um universitário e desenvolvido pela Persuasive Games, que se especializou em videogames de opinião.

No videogame, os jogadores orientam um porco, Piggy Banks, em seu percurso de jet ski; ele precisa evitar diversos obstáculos a fim de maximizar sua poupança, limitar suas dívidas e se manter feliz, enquanto adquire alimentos, casas e outros itens. O objetivo é ensinar aos participantes como identificar e gerir dívidas.

Banks tem a opção de adquirir os mais recentes produtos eletrônicos e roupas, o que pode fazê-lo feliz mas ao mesmo tempo o endivida. Tsunamis de gastos inesperados, como despesas médicas ou elevações no custo de vida, podem atingi-lo ao longo do caminho.

Quando os jogadores perdem, recebem informações sobre como administrar suas dívidas.

"A crise econômica talvez seja um dos maiores desafios que a geração atual tem de enfrentar", disse Ross Martin, da MTV360.

"Os universitários estão enfrentando uma série de questões, da alta nos custos do ensino ao ingresso em um dos mercados de trabalho menos acolhedores das últimas décadas. E os estudantes não podem só assistir --precisam agir e se tornar um propulsor de criação que gere mudança social", disse Martin.

"Debt Ski" é o terceiro em uma linha de jogos patrocinados pela mtvU e que tratam de temas mundiais sérios. Os títulos anteriores giravam em torno dos refugiados de Darfur --"Darfur is Dying"-- e de portadores do vírus HIV --"Pos or Not?".

A Peter G. Peterson Foundation foi criada no ano passado pelo presidente emérito do Blackstone Group, com uma verba de um bilhão de dólares para promover conscientização e ação quanto à natureza e urgência dos sérios desafios fiscais que ameaçam os Estados Unidos.