Lucro trimestral da DirecTV cai, mas número de assinantes cresce

quinta-feira, 7 de maio de 2009 16:56 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os lucros da DirecTV Group no primeiro trimestre caíram devido a uma alta nos gastos para atrair e manter assinantes, uma vez que a empresa, maior operadora de TV via satélite dos EUA, ganhou mais assinantes do que o esperado.

A empresa surpreendeu analistas, conseguindo alcançar mais de 460.000 clientes norte-americanos, bem acima dos 275.000 esperados.

Analistas previam que o crescimento da DirecTV desacelerasse, face à recessão norte-americana, bem como o efeito de uma concorrência mais acirrada com operadoras a cabo, empresas de telefonia e sua rival em satélite, a Dish Network Corp, que atualmente se encontra em dificuldades.

"Eles se deram incrivelmente bem", afirmou Todd Mitchell, analista da Kaufman Bros. "Eles viram uma oportunidade na transição para TV digital e nos problemas da Dish e a aproveitaram", acrescentou.

A empresa agora conta com 18,1 milhões de assinantes nos Estados Unidos.

O enorme volume de novos assinantes significa que o custo de aquisição de clientes, como a instalação de novos equipamentos, por exemplo, afetou a última linha do seu balanço. A empresa ainda informou que os lucros também foram afetados por uma alta em despesas de depreciação, bem como oferta promocionais de preços menores para novos clientes.

Os lucros líquidos da DirecTV caíram para 201 milhões de dólares, ou 0,20 dólar por ação, ante os 371 milhões de dólares, ou 0,32 dólar por ação, no mesmo período do ano anterior. Já a receita subiu 7 por cento, para 4,9 bilhões de dólares.

Analistas previam lucros de 0,32 dólar por ação, com uma receita de 4,95 bilhões de dólares.

A DirecTV afirmou na segunda-feira que irá se unir a alguns ativos de mídia da empresa Liberty Media para criar uma nova e maior empresa independente que continuará se chamando DirecTV e será chefiada por seu atual presidente-executivo Chase Carey.   Continuação...