CEO da SAP vê sinais de recuperação econômica

segunda-feira, 11 de maio de 2009 16:27 BRT
 

Por Anupreeta Das

NOVA YORK (Reuters) - O co-presidente-executivo da SAP Leo Apotheker afirmou que os próximos meses podem trazer uma "pequena esperança" para a economia global, em declaração que, por um momento, levou a Nasdaq a níveis positivos nesta segunda-feira.

Apotheker também disse que acredita que a empresa de softwares deve continuar independente, em referência a boatos do mercado europeu de que a Microsoft Corp poderia fazer uma oferta pela empresa alemã. Os rumores surgiram devido aos planos da Microsoft de vender títulos de dívida de bilhões de dólares.

As ações da SAP subiram um montante de 3,7 por cento em Frankfurt, antes de fechar em 29,45 euros, um aumento de 2,85 por cento.

"Nós provavelmente estamos começando a ver uma estabilização da situação", afirmou Apotheker em uma entrevista coletiva em Nova York. "Provavelmente começaremos a testemunhar sinais de esperança na segunda metade do ano para a economia global", completou.

Mercados globais irão provavelmente ver uma recuperação total em 2010, ele acrescentou. Apotheker, que se tornará o único CEO da SAP quando Henning Kagermann se aposentar no final de maio, se recusou a comentar os boatos sobre a Microsoft, dizendo apenas que crê que seria bom para os interesses da SAP se ela continuasse independente.

"Nossos clientes creem que uma SAP independente é de maior valor para eles," afirmou.

Boatos aparecem com frequência de que ou a IBM ou a Microsoft poderiam adquirir a SAP, que vende programas de gestão empresarial para grandes companhias que nenhuma das duas gigantes da tecnologia ainda têm em seus portfólios de clientes.

Apotheker criticou ainda a decisão da rival Oracle Corp de adquirir a fabricante de hardwares Sun Microsystems Inc, afirmando que as empresas não querem comprar produtos de companhias de tecnologia verticais que vendem softwares e os computadores que os executam.

"Me desculpe desapontá-los," disse em resposta a uma pergunta sobre como o acordo de 7,4 bilhões de dólares da Oracle com a Sun pode afetar o mercado. "Não afetará tanto assim", afirmou.

Mas Apotheker disse que a SAP deve fazer algumas aquisições "ao longo do tempo".