Microsoft mantém lançamento do Windows 7 para período de Natal

segunda-feira, 11 de maio de 2009 17:57 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft Corp está dentro do calendário para lançar o novo sistema operacional Windows 7 a tempo de pegar a temporada de compras de Natal nos EUA, informou uma diretor da empresa nesta segunda-feira, confirmando rumores de que está adiantada em seu cronograma geralmente conservador para substituir o impopular Windows Vista.

A maior companhia mundial do setor de software tem sido muito vaga até então em especificar as datas para o lançamento do seu novo sistema operacional, preocupada em não desapontar os consumidores. Ela, entretanto, tem visado o período por volta do final deste ano e o início do ano que vem.

"O Windows 7 vem caminhado bem para a possibilidade de estar disponível nos feriados de final de ano", afirmou Bill Veghte, vice-presidente da divisão Windows da Microsoft, em um evento nesta segunda-feira, mencionando os bons resultados, em testes, da primeira versão do sistema, colocado à disposição de desenvolvedores e do público nas últimas semanas.

No mês passado, a Microsoft já havia dito que o lançamento do Windows 7 estava programado para o ano fiscal de 2010, o que poderia ser tão próximo quanto julho deste ano.

Isso levantou esperanças de que a Microsoft poderia tirar vantagem tanto das compras de volta às aulas bem como da temporada de compras natalinas, que geralmente geram um salto nas vendas de computadores e softwares.

Ao longo das últimas semana, a Microsoft vem liberando uma versão inicial do Windows 7, conhecida como "release candidate", para desenvolvedores e o público.

Uma vez que são feitos os ajustes ao software, o próximo passo para a Microsoft seria lançar o sistema para fabricantes de PCs instalarem nas novas máquinas a serem vendidas nas lojas.

Os sistemas operacionais da Microsoft, instalados na grande maioria dos PCs em todo o mundo, continuam sendo o principal produto da empresa, gerando mais de metade de seu lucro de 4,4 bilhões de dólares do último trimestre.

O decepcionante Vista, lançado em 2007, era incompatível com algumas máquinas menos potentes e visto por muitos como sendo muito complicado.

(Reportagem de Bill Rigby)