BT corta empregos e dividendos; custos de pensão disparam

quinta-feira, 14 de maio de 2009 15:43 BRT
 

Por Kate Holton

LONDRES (Reuters) - A operadora britânica de telecomunicações BT cortou seu dividendo e anunciou 15 mil novas demissões nesta quinta-feira, depois que seus custos de pensão quase dobraram e perdas de 1,58 bilhão de libras (2,4 bilhões de dólares) a jogaram no vermelho em termos anuais.

A divisão de serviços mundiais, que fornece serviços de tecnologia da informação a multinacionais e durante muito tempo foi alardeada pela empresa como um propulsor de crescimento, foi a responsável pelas perdas de 1,58 bilhão de libras.

A decisão surge de uma detalhada revisão das operações da divisão e de alguns de seus contratos mais otimistas, e depois de dois alertas de problemas de lucros. A escala das contribuições necessárias a tirar do vermelho o maior sistema privado de pensões britânico também acentuou o desânimo.

Mas analistas disseram que o anúncio deve servir como uma "remoção de obstáculos" e deter a queda nos preços das ações da empresa.

Eles também receberam positivamente os cortes de custos promovidos pelo antigo monopólio estatal, bem como suas metas de fluxo de caixa, mas apontaram que a previsão de uma queda de 4 a 5 por cento na receita anual era bem pior do que o esperado.

A BT registrou prejuízo anual pela última vez em 2001, quando se viu forçada a lançar uma emissão de direitos recorde no mercado britânico e vender sua divisão de telefonia móvel, a fim de reduzir as dívidas.

Desta vez, as perdas contabilizadas no quarto trimestre significaram que a companhia sofreu prejuízo de 134 milhões de libras no exercício.

"Antecipávamos um conjunto de resultados maciços e complexos, e não nos desapontamos", disse Michael Kovacocy, analista da Daiwa. "A história de recuperação continua, e acreditamos que os resultados de hoje estabelecerão um piso para os preços das ações e permitirão uma recuperação prática no futuro".

A BT anunciou que o lucro anterior aos impostos em base ajustada caiu 40 por cento e em base reportada o resultado foi de um prejuízo de 1,28 bilhão de libras.