Recuperação no setor de tecnologia: miragem ou realidade?

sexta-feira, 15 de maio de 2009 13:51 BRT
 

Por Georgina Prodhan e Mayumi Negishi

LONDRES/TÓQUIO (Reuters) - As companhias de tecnologia estão detectando sinais de melhora em seus setores, e isso está gerando alta nos preços de suas ações, mas a demanda dos consumidores e empresas continua incerta.

As fábricas estão começando a elevar produção, à medida que o varejo repõe estoques esgotados, e os fabricantes de eletrônicos voltaram a adquirir componentes.

As ações asiáticas subiram 45 por cento desde o começo de março, excluído o Japão, e os investidores estão antecipando um interesse renovado dos consumidores por toda espécie de produto, de televisores de telas planas a celulares inteligentes e computadores portáteis compactos.

Dada a fraqueza da economia, porém, não existem garantias de pleno retorno da atividade.

"Caso o canal de estoques esteja plenamente reabastecido e não exista demanda final, creio que o segundo semestre possa ser realmente feio para a Ásia", disse Markus Rosgen, estrategista do Citigroup para a região Ásia-Pacífico.

Paul Otellini, o presidente-executivo da Intel, maior fabricante mundial de chips, disse nesta semana que as encomendas e os padrões de faturamento do trimestre foram ligeiramente melhores que o esperado, até agora, o que animou os investidores em todo o setor.

E Leo Apotheker, co-presidente executivo da produtora de software empresarial SAP, disse que os próximos meses podem trazer "vislumbres de esperança" para a economia mundial. "Provavelmente começaremos a ver estabilização", disse.

Há muita esperança de que os pacotes governamentais de estímulo, especialmente na China, convençam os consumidores a recomeçar a gastar, o que geraria uma recuperação real na demanda quando o período de reposição de estoques estiver concluído, daqui a alguns meses.   Continuação...