Panasonic prevê prejuízo maior que o esperado e ações desabam

segunda-feira, 18 de maio de 2009 10:17 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - As ações da Panasonic despencaram quase 9 por cento nesta segunda-feira, após a companhia prever um prejuízo maior que o esperado, levando corretoras a reduzirem classificação da empresa.

Mas alguns analistas disseram que a Panasonic está bem posicionada para se beneficiar de uma eventual recuperação econômica graças ao seu conjunto de produtos ecologicamente corretos e nova estratégia de se aventurar em mercados de produtos menos sofisticados.

O resultado da companhia, que compete com a Sony pelo título de maior fabricante de produtos eletrônicos do mundo, secou conforme a crise econômica global reduziu as vendas de televisores de tela plana e câmeras digitais.

A Panasonic, maior fabricante mundial de televisores de tela plana, informou na sexta-feira que prevê um prejuízo líquido de 195 bilhões de ienes (2 bilhões de dólares) até março, 86 por cento a mais do que a estimativa média de 17 analistas consultados pela Thomson Reuters.

A projeção equivale a quase metade do tamanho do prejuízo de 378,96 bilhões de ienes registrado no ano passado. Assim como muitas outras companhias japonesas, a Panasonic sofreu uma pancada adicional provocada pela valorização do iene que reduz a competitividade de seus produtos vendidos no exterior.

"Nós achamos que uma melhora no ambiente operacional levará tempo", disse Kota Ezawa, analista da Nikko Citi, em uma nota a clientes.

 
<p>Logotipo da Panasonic na sede da empresa em T&oacute;quio. As a&ccedil;&otilde;es da companhia despencaram quase 9 por cento nesta segunda-feira, ap&oacute;s a empresa prever um preju&iacute;zo maior que o esperado, levando corretoras a reduzirem classifica&ccedil;&atilde;o da fabricante de eletr&ocirc;nicos.</p>