Facebook e Twitter vão à caça da receita

sexta-feira, 22 de maio de 2009 17:35 BRT
 

Por Alexei Oreskovic

NOVA YORK (Reuters) - O Facebook e o Twitter ajudaram a tornar a expressão rede social parte do nosso vocabulário. Agora, eles precisam ganhar dinheiro.

Esforços para monetizar os serviços de Internet estão cada vez mais se tornando prioridade para as duas empresas. O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, e o co-fundador do Twitter, Biz Stone, delinearam uma série de iniciativas durante o Reuters Global Technology Summit desta semana.

E tanto analistas como investidores, na busca pelo próximo hit "à-la-Google", estão prestando muita atenção na velocidade impressionante com que o Facebook e o Twitter vêm ganhando novos usuários.

Enquanto a popularidade das duas empresas de mídia social ainda não se traduz na máquina de produzir lucros em que o Google Inc se transformou, com seus negócios baseados na publicidade inserida nos resultados de buscas, alguns dizem que o Facebook e o Twitter se tornaram tão importantes na experiência da Internet que as empresas são inerentemente valiosas.

"Ambas são novas formas de comunicação. E quando se tem uma nova forma de se comunicar ... isso beneficia as pessoas o suficiente para que haja valor nisso", disse Tim Draper, diretor-administrativo da firma de investimentos de risco Draper Fisher Jurvetson, observando que lamenta não ter investido em nenhuma das duas.

Em abril, o site do Twitter atraiu 17 milhões de visitantes individuais só nos Estados Unidos, um grande salto sobre os 9,3 milhões do mês anterior. Já o Facebook cresceu para 200 milhões de usuários ativos em abril, menos de um ano depois de atingir a marca de 100 milhões de usuários.

ESTRATÉGIAS DIVERGENTES

O Facebook vê a propaganda como sua principal estratégia de fonte de renda, afirmou Zuckerberg, observando que a empresa pode eventualmente ofertar não só espaços publicitários em seu próprio site como também em outros sites que interagem com o Facebook.   Continuação...