Intel estima canibalização dos netbooks em cerca de 20%

quarta-feira, 27 de maio de 2009 10:27 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A canibalização das vendas de laptops pelos netbooks de preço mais baixo é atualmente da ordem de 20 por cento, "menos do que se especula", disse o diretor de vendas da Intel na Europa à Reuters, durante um evento da empresa.

Christian Morales afirmou que as vendas de netbooks respondiam por 16 por cento das vendas mundiais de laptops e que essa proporção é um pouco mais elevada na Europa Ocidental. No Reino Unido e na Itália, eles talvez respondam por cerca de um quarto das vendas totais de laptops, afirmou o executivo na quarta-feira.

A Intel por enquanto vem dominando o mercado dos netbooks com seus processadores "Atom". Muita gente teme que o rápido crescimento desse mercado esteja acontecendo em detrimento dos laptops de preço mais elevado.

"Percebemos certa canibalização do Celeron pelo Atom", disse Morales em apresentação a analistas em Londres.

Ele afirmou que margens de lucro da Intel com o Atom são superiores às que a empresa obtém com o Celeron, muito mais antigo.

Stacy Smith, vice-presidente de finanças da maior fabricante mundial de chips, informou que os laptops seriam o principal propulsor de crescimento da Intel por muitos anos, estimulados por uma tendência continuada em direção à mobilidade.

Morales reiterou que os estoques elevados acumulados por fabricantes de eletrônicos e pelo varejo devido a uma subestimativa do impacto da recessão agora parecem estar equiparados à demanda.

"Do ponto de vista de estoques, acreditamos que eles estejam otimizados para o atual nível de negócios", afirmou. "A confiança na cadeia de suprimento é muito mais alta."

Morales afirmou que a Europa Oriental e a Turquia no momento são as áreas mais fracas em seu território, que abarca Europa, Oriente Médio e África, mas que a Rússia e outras antigas repúblicas soviéticas registraram certa melhora nas últimas semanas.