3 de Junho de 2009 / às 22:40 / 8 anos atrás

Redes sociais da Web brigam por usuários fora dos EUA

Por Sachi Izumi e Alexei Oreskovic

TÓQUIO/SAN FRANCISCO (Reuters) - À medida que redes sociais como Facebook e MySpace reforçam seus serviços para atrair mais usuários, as linhas de batalha estão se formando além dos Estados Unidos.

O Facebook e o MySpace, este da News Corp, lideram no mercado global e estão agora fazendo incursões fora dos EUA, mas estão encontrando uma série de concorrentes menores ocupando os mercados locais.

No Japão, a Mixi e a DeNA, entre outras empresas locais, dominam o mercado de redes sociais na Internet.

Sua força se baseia na oferta de games, uma vez que cada vez mais pessoas buscam uma forma de entretenimento nos sites de rede social.

As redes sociais permitem que usuários interajam com amigos através de blogs, games e compartilhamento de fotos. Especialistas dizem que a chave é manter fiéis internautas que tendem a pular para sites mais novos e interessantes.

Muitos dos operadores japoneses, por exemplo, têm trocado o meio de seus negócios para telefones celulares.

Sites de rede social como o Facebook se orgulham de sua capacidade de conectar --e reconectar-- pessoas ao redor do mundo, mas alguns analistas creem que faz mais sentido se manter local devido às diferentes culturas e formas de usar tecnologia.

Para o analista Hiroshi Yamashina, da Nikko Citi, empresas locais têm mais chance de continuar dominando o setor, uma vez que elas tendem a ser melhores na oferta de conteúdo e serviços de acordo com as preferências dos usuários --que são diferentes em cada país.

Em março, mais de 700 milhões de pessoas em todo o mundo usavam serviços de rede social, segundo uma pesquisa da comScore World Metrix. Isso representa mais de 60 por cento do total de usuários da Internet naquele mês.

O Facebook, a rede social número 1 do mundo, com mais de 200 milhões de usuários ativos, tem tomado medidas agressivas para se expandir além dos EUA.

Em 2008, a maior parte do crescimento do número de usuários do Facebook foi fora dos EUA. A empresa apresentou um sistema que permite que pessoas em diversos países traduzam o Facebook para seu idioma local. O recente investimento de 200 milhões de dólares da empresa russa Digital Sky Technologies no Facebook pode sinalizar um foco internacional ainda maior à frente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below